TAG | 7 Provérbios, 7 Livros

Saturday, August 4, 2018


Há uns dias, vi esta tag no blog da Cláudia e fiquei de olho nela. Ontem, voltei a vê-la no blog da Daniela e decidi que tinha de a fazer. Foi criada pela Mar. Então aqui vai...

1 - A pensar morreu um burro.

Um livro que enrolou, enrolou, enrolou e parecia nunca mais chegar ao fim



De todos os livros que li este ano, penso que O Hipnotista da dupla Lars Kepler será aquele que tem mais "palha". 

Não é necessariamente um livro aborrecido, mas tem demasiadas descrições e cenas um pouco irrelevantes para o tipo de livro que é. Quem lê um policial, não quer saber se as folhas no chão lá fora estão douradas, nem quer que lhe descrevam o barulho que fazem ao serem pisadas - pelo menos, não é isso que procuro num livro deste género. Penso que o livro beneficiaria se tivesse menos umas cem páginas. Torná-lo-ia uma leitura bem mais rápida e dinâmica.

Ainda assim, gostei da leitura, à qual dei 4 em 5 estrelas.

2 - Mais vale tarde que nunca.

Um livro de que não estavas a gostar muito, mas depois *puff fez-se luz* teve um final muito bom


Não foi necessariamente uma leitura de que não estivesse a gostar mas, quando lhe peguei, há uns meses atrás, não me prendeu e pu-lo de lado. No entanto, voltei a pegar-lhe em Julho e, se já viram a opinião no canal, sabem que acabei por adorá-lo!

3 - Antes só que mal acompanhado.

Um livro único (stand-alone) espectacular



Este foi um livro que eu li em 2017 e achei maravilhoso, mas ninguém lhe liga nenhuma. Nem a própria editora fez grande publicidade... Eu bem tento que o pessoal o leia, mas não sei se tem resultado.

É um YA contemporâneo que ultrapassa o romance - apesar de ter também essa vertente - e lida com assuntos mais sérios e complicados do que a maioria dos livros deste género.

4 - A galinha do vizinho é sempre melhor que a minha.

Um livro muitas vezes comparado a livros ou sagas populares, mas que ficou um pouco abaixo das expectativas



Não sei se este livro é comparado a outros mais populares mas, para mim, foi uma desilusão. Foi-me enviado pelo próprio autor, e eu nem sequer o terminei, para verem o nível de desagrado...

5 - Para bom entendedor meia palavra basta.

Um livro curto, mas bom



Vou ser previsível e escolher um dos livros favoritos do ano - O Diário Oculto de Nora Rute. Como sabem, tornei-me uma fã incondicional de Mário Zambujal há uns meses. A maioria dos seus livros são bastante curtos, e podem ser lidos numa tarde.

O Diário Oculto de Nora Rute é uma leitura leve, cheia de humor e 'portuguesices' que eu adorei, por isso é perfeita para esta categoria 😉 Podem ler a minha extensa opinião aqui.

6 - Todos os caminhos vão dar a Roma.

Um livro e/ou universo literário para o qual gostavas de viajar



Penso que muita gente respondeu o mesmo, mas claro que adoraria viajar até Hogwarts. É virtualmente impossível alguém da minha geração não querer (ou ter, nalguma altura, querido) ser aluno em Hogwarts, nem que fosse para explorar os lugares proibidos do castelo, jogar Quidditch, ou aprender a usar magia e a tratar de mandrágoras.

7 - Quem te avisa teu amigo é.

Recomenda três livros


Esta é difícil, mas vou recomendar três livros de géneros diferentes, para poder agradar a mais gente:


Não vou nomear ninguém em específico para responder a esta tag mas, quem tiver interesse em responder, considere-se taggado! 

Obrigada por visitarem o blog,
Até ao próximo post ♡

Post a Comment

no instagram

© Achar o fio à meada. Design by FCD.